Mês: novembro 2011

No Brasil, futebol é religião

Postado em Atualizado em

by Ed René Kivitz

Os meninos da Vila pisaram na bola. Mas prefiro sair em sua defesa. Eles não erraram sozinhos. Fizeram a cabeça deles. O mundo religioso é mestre em fazer a cabeça dos outros. Por isso cada vez mais me convenço que o Cristianismo implica a superação da religião, e cada vez mais me dedico a pensar nas categorias da espiritualidade, em detrimento das categorias da religião.

A religião está baseada nos ritos, dogmas e credos, tabus e códigos morais de cada tradição de fé. Leia o resto deste post »

Anúncios

Faça A Diferença – TMB Panyee FC short film

Postado em Atualizado em

O banco de TMB lançou uma nova visão do tipo  “Faça A Diferença” fazendo um filme que inspire as pessoas a começarem pensando diferente. Com a esperança de que elas começem a Fazer A Diferença em seus próprios mundos. Não tem que ser grande, mas mesmo pequena pode criar mudanças positivas. Este filme é baseado numa história real. Em 1986 um time de futebol que havia numa pequena ilha no sul da Tailandia chamado: “Koh Panyee”. É uma vila flutuante no meio do mar que não tem solo algum. As crianças aqui amaram assistir  jogos de futebol, mas não tinham nenhum lugar para jogar ou praticar. Eles desafiaram a norma e tornaram-se uma grande inspiração para as novas gerações da ilha.

TMB bank have launched a new brand vision “Make THE Difference” by making a film to inspire people to start thinking differently. With a hope that they will start to Make THE Difference to their own world. It doesn’t have to be big, but a little can create positive changes. This film is based on a true story. In 1986 a football team that lived on a little island in the south of Thailand called “Koh Panyee”. It’s a floating village in the middle of the sea that has not an inch of soil. The kids here loved to watch football but had nowhere to play or practice. But they didn’t let that stop them. They challenged the norm and have become a great inspiration for new generations on the island.

Frase da Semana 06 – John Stott

Postado em Atualizado em

Não se preocupe com quem entra e sai de vossas igrejas; preocupe-se com o que entra e sai de vosso púlpito!

John Stott

Museu da Língua Portuguesa

Postado em Atualizado em

No mês de outubro estive em São Paulo e por uma excelente sugestão do meu amigo Eli Gessé, tive a oportunidade de conhecer o Museu da Língua Portuguesa, que fica em um anexo da famosa Estação da Luz.

Com um valor irrisório, tive acesso aos três andares de cultura, conhecimento, boas fotos e entretenimento sobre a Língua de Camões, nossa Língua Portuguesa.

O acesso ao Museu se dá por elevadores, os quais permitem uma visão da escultura “Árvore de Palavras”, de 16m de altura, criada por Rafic Farah (nesta escultura o visitante encontra palavras de idiomas que contribuíram para a formação do português e do português falado no Brasil, palavras em português e a representação de objetos e animais).

No primeiro andar havia uma exposição “Oswaldo de Andrade: o culpado de tudo”, escritor e um dos responsáveis da Semana de Arte Moderna de 22, lá tive a oportunidade de ver alguns de seus escritos Leia o resto deste post »

Uma palavra sobre Ficar

Postado em Atualizado em

Um assunto bastante sugestivo para uma boa discussão é falar sobre algumas práticas sociais, afinal quem vai andar na contramão e não ouvir nada?! A sociedade tem passado por várias transformações, principalmente em suas práticas e conceitos, como por exemplo, o ficar. De acordo com Bauman[1] o adjetivo líquido é o melhor para descrever nosso tempo pós-moderno, por exemplo ao se referir a um amor líquido[2], trata justamente de relacionamentos sem consistência, sem solidez, frágil e dentre tantas formas de amar assim o ficar é algo bem característico deste tempo em que vivemos.

O que é ficar? Ao fazer esta pergunta para uma jovem ela prontamente respondeu: “é o momento.” Leia o resto deste post »

Quem tem Deus NÃO tem tudo!

Postado em Atualizado em

Sempre ouvi um ditado que diz: Quem tem Deus tem tudo, porém hoje acho questionável pensar assim, afinal na Bíblia encontramos vários personagens que tinham Deus, que andaram com Deus, mas algo lhes faltava…

Quando lemos em Atos 3, encontramos uma história muito conhecida dos leitores da Bíblia: A cura do coxo da Porta Formosa.

Quando Pedro e João foram ao Templo para orar, encontraram um coxo que vivia a porta do Templo para pedir esmolas, olhando ele para os discípulos disse-lhes: “Dá-me alguma coisa. Pedro olhando para ele disse-lhe: ‘Não tenho prata e nem ouro, mas o que tenho lhe dou: Em nome de Jesus Cristo, Levanta-te e anda.'”

Ora, estes homens tinham Deus em suas vidas, eles eram os potes de barro, onde Deus depositou seu tesouro: Jesus Cristo Leia o resto deste post »

O Evangelho segundo o Twitter

Postado em Atualizado em

#criatividadeaserviçodoevangelho

Frase da Semana 05 – Elienai Cabral Júnior

Postado em Atualizado em

As palavras de Deus, quando separadas da Palavra de Deus, tornam-se palavras do diabo.

Elienai Cabral Junior

(Não) Chores!

Postado em Atualizado em

O episódio da viúva de Naim me chama atenção, pois Jesus ao se encontrar com ela, que estava no enterro do seu único filho, disse-lhe “Não chores, crê somente.”

Para mim parece um gesto de extrema apatia, insensibilidade, falta de compaixão para com os sentimentos daquela mulher, afinal ela já havia sofrido com a perda do marido e agora seu único filho também se vai e Jesus ordena para não chorar? Como assim? Onde estão os sentimentos dEle? Sua compaixão? Seu amor? Leia o resto deste post »

“God is not a white Man”

Postado em Atualizado em

“Deus não é um homem branco”, uma canção precisa e instigantes sobre os equívocos que envolvem a Deus; muito interessante, mesmo levando em consideração a realidade norte-americana, mas não deixa de ser relevante para a nossa brasileira.