Apocalipse & eu

Postado em Atualizado em

De todas as doutrinas da teologia sistemática a que menos me atraiu foi a escatologia. Isso por dois motivos: as suas diversas escolas de interpretação e se creio que Jesus vai voltar, então não me interesso tanto como isso irá acontecer.

Pensar desta maneira influenciou minha relação com o livro do Apocalipse, no qual raramente me detinha para meditar e pensar a vida cristã, com exceção do capítulo 2 e 3, que registram as sete cartas para as igrejas da Ásia Menor.

Todavia, algo mudou em mim ou comigo com relação ao livro do Apocalipse, desde que comecei a estudá-lo por causa da Escola Dominical, onde sou professor e temos o livro como tema de estudo para este trimestre.

Na primeira lição, estudamos uma visão panorâmica do livro e suas questões técnicas, e me deparei com estes versículos:

Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos o que em breve há de acontecer. Ele enviou o seu anjo para torná-la conhecida ao seu servo João, que dá testemunho de tudo o que viu, isto é, a palavra de Deus e o testemunho de Jesus Cristo.

Apocalipse 1:1-2

O texto acima deixa bem claro porque devemos estudar o livro do Apocalipse, porque ele foi escrito para os servos do Senhor. E se eu sou um servo do Senhor, o Apocalipse foi escrito para eu lê-lo e estudá-lo, pois o nosso Senhor quer que conheçamos o livro com vistas a nos mostrar o que em breve há de acontecer.

Os últimos dias, o futuro da humanidade e da igreja, o escaton é algo que como discípulos de Jesus não devemos desmerecer, assim como eu fiz. O fato de haver diversas escolas de interpretação não devem nos desmotivar a estudá-lo; nem por crermos que Jesus vai voltar devemos agir alheios ao estudo da sua segunda vinda e de tudo a ela relacionado, pois Deus em Cristo nos quis mostrar isso, que é chamado de Palavra de Deus e testemunho de Jesus Cristo.

Eugene Peterson afirma, em sua obra Trovão Inverso, que o Apocalipse é uma leitura que lhe tira o fôlego, apesar de não ter trazido nada de novo em relação a vida cristã, pois os evangelhos e as cartas trataram disso; o Apocalipse, segundo Peterson, apenas acentuou-a, realçou-a, destacou-a, tornou-a mais vívida, assoprou a poeira da vida que inicia-se em Cristo, permanece em Cristo e termina, sem terminar em Cristo.

Quero ler o Apocalipse como uma carta endereçada a mim pelo Senhor, quero perder meu fôlego ao estudá-lo, quero emocionar-me ao compreendê-lo e espero que nesse processo as poeiras que pairam sobre mim, seja assopradas pelo sopro do Senhor – Seu Espírito!

Naquele que caminha entre os sete castiçais e que tem as sete estrelas em suas mãos,

Zé Bruno

Anúncios

4 comentários em “Apocalipse & eu

    Rocha disse:
    10 de abril de 2012 às 6:47 pm

    Realmente! O Senhor sempre tem algo novo e maravilhoso para nos ensinar!
    Opa, tbem quero que Ele assopre toda a poeira da minha vida!

    Hadassa Maia disse:
    11 de abril de 2012 às 11:47 pm

    Confesso que minha visão a respeito do livro de Apocalipse muito se assemelha à sua Bruno. No entanto, sempre tive em mente que se esse livro se faz presente nas escrituras sagradas é com um objetivo, e este certamente envolve o desenvolvimento da vida de todo cristão. Nunca tive a audácia de questionar sua importância, mas preciso reconhecer que ele muito me intriga. E que sua interpretação deve ser feita com cautela, pois ouso afirmar que a hermenêutica ou quaisquer outras ferramentas teológicas são insuficientes para decifrá-lo em sua totalidade.

    Helziran Farias disse:
    20 de abril de 2012 às 10:33 pm

    Apocalipse este livro, tentei começar hoje,claro que precisa de um preparo,é um pouco difícil entender,mas não impossivel. Quero saber,conhecer e falar como nosso amigo Bruno:Quero ler o Apocalipse como uma carta endereçada a mim pelo Senhor, quero perder meu fôlego ao estudá-lo, quero emocionar-me ao compreendê-lo e espero que nesse processo as poeiras que pairam sobre mim, seja assopradas pelo sopro do Senhor – Seu Espírito!

    Carlos Alberto Matias dos Santos disse:
    26 de abril de 2012 às 11:25 pm

    pode ser que os pré tribulacionistas estejam certos mas os pós tribulacionistas também apresentam as suas argumentações,mas os preteristas também usam os seus argumentos.ainda existe a teoria do arrebatamento parcial,mas tudo não passa de discussões e teorias teológicas.a certeza que temos é que Jesus voltará.

Gostaria muito de conhecer sua opinião sobre este post/ I'd like to know your opinion about this post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s