Mês: janeiro 2013

Como construir um ídolo

Postado em Atualizado em

Cam Huxford, da Mars Hill Church, igreja do pastor Mark Driscoll, fez esse vídeo para contar a história de sua idolatria.

Tanto o protestantismo brasileiro quanto o neo-pentecostalismo possuem uma característica em comum: são anticatólicos. Logo, quando pensam em ídolos pensam nas imagens do catolicismo, esquecendo que qualquer coisa na criação pode ser transformado em um ídolo, visto que o próprio Criador disse “…nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.”

Para aqueles que querem aprender um pouco mais sobre ídolos e idolatria, não deixem de ler: Deuses Falsos do Tim Keller.

Naquele cuja imagem e presença estão em seus discípulos,
Zé Bruno

Teoria dos Bundas de Peru

Postado em

by André Storck

Impressa~oHá certo tempo tenho me surpreendido com o grande número de homens bons que têm se silenciado diante de decisões más ou até mesmo concordado com elas. De início, tentei disfarçar minha surpresa, pensei que poderia ser tudo coisa da minha cabeça, talvez eu estivesse criticando demais os outros ou exigindo muito de pessoas que eu julgava boas, mas que não seriam assim tão legais. Todavia, dia após dia me pegava novamente surpreendido com um novo silêncio eloquente de alguém teoricamente bondoso que com seu silêncio permitia que algo errado ocorresse. Leia o resto deste post »

A espiritualidade cristã e a arte de ouvir Deus

Postado em Atualizado em

Havendo Deus, antigamente, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos, nestes últimos dias, pelo Filho.

Hebreus 1.1

Photo by Melvin Gaal
Photo by Melvin Gaal

O autor de Hebreus inicia seu tratado fazendo uma declaração histórica: Deus fala! Isso mesmo o Deus de Abraão, que é o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo falou no passado e nos fala ainda hoje.

No passado Ele falou pelos profetas, por sonhos, por visões, por anjos, por animais e por situações, todavia dentre estes diversos meios, a comunicação através dos profetas tem um papel especial, visto que não eram apenas comunicadores da revelação divina, mas mediadores entre Deus e os homens.

Segundo o rabino Heschel[1] os profetas não recebiam as palavras de Deus, mas o pathos divino. O pathos é uma palavra grega que significa sofrimento, sentimento, emoção, doença, paixão etc. Assim, Deus derramava ou compartilhava seu pathos ao profeta e este traduzia em palavras Leia o resto deste post »

Frase da Semana 31 – John Stott

Postado em Atualizado em

O Reino de Deus existe apenas onde Jesus Cristo é conscientemente reconhecido.

John Stott

Expectativas… 8-)

Imagem Postado em Atualizado em

Livros só mudam pessoas...