Fé e vida – uma desassociação inaceitável

Postado em Atualizado em

fishermenA fé é algo importante para aqueles que a tem. Ela é importante porque afeta todas as áreas da vida. Quem tem fé, mas tem uma vida em desarmonia com ela, pode não saber, mas vive uma incoerência, uma mentira, uma ilusão!

Quando falo em fé, não estou falando do simples ato de aceitar a existência de algo ou alguém, mas da fé que vem pelo ouvir a Palavra de Deus, aquela fé que não se pode ter em si ou nos outros, apenas em Deus.

Desta fé falou Paulo, apóstolo, quando referiu-se a si mesmo como alguém vocacionado à chamar as nações para “obediência que vem pela fé” (Rm 1.5). Esta fé encarna-se na obediência e a obediência deve derivar dela e não do medo.

Isso me leva a quatro cinco observações:

1- Como a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus, a má compreensão desta Palavra, nos leva a crer de maneira errada e ao cremos de forma errada viveremos erradamente. Por isso devemos nos preocupar com coisas como hermenêutica, exegese, línguas originais, pois tudo isso faz parte da interpretação bíblica. E hoje em dia todo mundo pode ter acesso a bons livros, comentários bíblicos, dicionários que possam nos ajudar e com preços acessíveis. O estudo da teologia não é para quem vai ser pastor ou algo do tipo, mas para qualquer pessoa que desejar se aprofundar no estudo da bíblia.

2- Uma das declarações que se encontram nos dois testamentos é a que “o justo vive pela fé”, embora Paulo a use para apresentar a ‘justificação pela fé’, ela revela que a vida cristã é decorrência direta daquilo que cremos. Sendo assim, a fé deve influenciar todas as nossas decisões, relacionamentos, projetos e o que mais houver. Por exemplo, como considerar a possibilidade de se relacionar de forma íntima com alguém que não compartilhe a mesma fé que temos? Como considerar uma pratica comum em determinado espaço, mas contrário a fé temos? Não se pode separar a fé de qualquer um desses elementos, pois se assim fizermos estaremos causando um dano a nós mesmo. É baseado nisso que posso ratificar que um cristão não pode falar da sua vida como se fosse separada das demais áreas que a compõe fazendo separação do tipo: vida particular,  vida financeira, vida relacional etc.

3- A cada dia que passa percebo a importância de si identificar como cristão confessional, onde ao decidir fazer parte de uma determinada igreja, considere importante o credo daquela igreja ou invés de fatores como música ou pessoas.

4- A tentativa de separa a fé dos demais interesses da vida é a matriz da incoerência evangélica, daqueles cujo tema da vida é: “faça o que digo, mas não faça o que faço”.

5- Embora falar sobre fé seja assunto que parte da religião, não quer dizer que esteja restrito a ela. Vivenciamos diariamente o desrespeito aos direitos humanos e a pratica da injustiça social em sociedades que segregam seus membros, marginalizando uns e favorecendo outros. Sobre estas questões a fé é de grande importância, pois devemos encarar estes temas a partir das Escrituras, as quais dizem que o Criador se importa com isso e condena tais praticas, logo cabem aqueles que “têm fé” se posicionarem contra tais atos e “manifestarem aqui e agora a maior densidade possível do Reino de Deus”².

No demais, deixo as palavras do teólogo latino-americano René Padilla:

Se a autoridade de Cristo se estende sobre toda criação, o povo que confessa seu nome é chamado a relacionar sua fé com a totalidade da vida humana e da história. Nada que afete o homem e sua história está isento da necessidade e da possibilidade de colocar-se em submissão a Cristo, e nada, portanto está fora da esfera do interesse cristão e missionário.¹

Naquele que cujas palavras são espírito e vida,
Zé Bruno

___________________________________________________________

Nota

1- PADILLA, René. O que é Missão Integral?. Viçosa: Editora Ultimato. 2009, p.117

2- Frase do Bispo Robinson Cavalcanti em uma pregação na IBAB, conforme Ed René Kivitz

Anúncios

Um comentário em “Fé e vida – uma desassociação inaceitável

    Ronald Loma disse:
    25 de março de 2013 às 9:31 pm

    Sem fé é quase impossível ser enganado.
    Sem fé é impossível agradar ao enganador.

Gostaria muito de conhecer sua opinião sobre este post/ I'd like to know your opinion about this post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s