Ao lembrar da cruz…

Postado em Atualizado em

cruz-cristoQuando presto atenção nas minhas derrotas e frustrações sou tomado pela autopiedade e o ressentimento, que incutem a ideia de que tanto Deus quanto o mundo são meus devedores. Esses sentimentos me tentam a murmurar e a ser ingrato. No entanto a lembrança da cruz de Cristo surge como que um obstáculo me impedindo a ceder e aniquila qualquer razão que justifique os hábitos do deserto.

A cruz me diz que estou sendo iludido por meus sentimentos, que minha razão neste caso está enganada, pois nenhum sofrimento é capaz de provar o contrario daquilo que ela já prova: Deus me ama. Entretanto a cruz não põe um fim a minha dor, antes torna a vida paradoxal, pois alegria e tristeza passam a coexistir em um único ser, o cristão.

É desconsertante querer reclamar e praguejar diante da dor e não poder fazê-lo, pois ao recordar da cruz sou lembrado que aquilo que Deus fez por mim é maior do que aquilo que gostaria que ele fizesse. A cruz acaba sendo a defesa de Deus para um mundo absorto no sofrimento.

No Cristo,
Zé Bruno

Anúncios

Gostaria muito de conhecer sua opinião sobre este post/ I'd like to know your opinion about this post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s