Entrevistas

Entrevista #3 – Marcos Almeida (parte 2)

Postado em Atualizado em

No primeiro final de semana de Agosto de 2013 aconteceu a VI Conferência L’Abri Brasil em Atibaia, São Paulo, cujo o tema foi: “Fé e Sexo – sexualidade e afetividade no olhar cristão”

Marcos Almeida, vocalista da Banda Palavrantiga, foi o palestrante convidado para falar sobre: “Por Vênus ou Eros: a MPB entre dois amores rivais.”

Nesta segunda e última parte da entrevista conversamos sobre os rumos do Palavrantiga, como ocorre seu processo de composição, seu pensamento sobre o crossover, a evolução da música religiosa, o que ele lê e ouve e muito mais.

Naquele que nos chamou à vida abundante,
Zé Bruno

*Participação de Ernesto Souza.

**Se você não ouviu a primeira parte clique aqui.

Anúncios

Entrevista #3 – Marcos Almeida (parte 1)

Postado em Atualizado em

No primeiro final de semana de Agosto de 2013 aconteceu a VI Conferência L’Abri Brasil em Atibaia, São Paulo, cujo o tema foi: “Fé e Sexo – sexualidade e afetividade no olhar cristão”

Marcos Almeida, vocalista da Banda Palavrantiga, foi o palestrante convidado para falar sobre: “Por Vênus ou Eros: a MPB entre dois amores rivais.”

No final da conferência tive a oportunidade de bater um papo com ele sobre sua relação com o L’Abri, Hans Rookmaker, movimentos de adoração, Rodolfo Abrantes, Calabar, seu livro, música e muito mais.

Naquele que nos chamou para esperança,
Zé Bruno

Missão Integral dialoga com o Marxismo, Socialismo ou outro ismo? – Ariovaldo Ramos

Postado em

O pastor Ariovaldo Ramos em resposta a uma pergunta feita por um leitor da Revista Ultimato, fala sobre a existente ou não relação entre Marxismo, Socialismo e Missão Integral!

Se você já se perguntou isso não deixe de ouvir as palavras do mestre Ari!

No Cristo,
Zé Bruno

Entrevista #2 – Gladir Cabral

Postado em Atualizado em

Ao lado de nomes como João Alexandre, Jorge Camargo, Stenio Marcius e outros, Gladir Cabral compõe um cast de artistas cuja cosmovisão entende que “a vida inteira é o espaço santo, no sentido de que Deus está presente“, logo suas composições têm os mais variados temas, fugindo do conceito de música gospel. Ele canta sobre a vida, as pessoas, as cidades, Deus… Sua arte não é fazer música, mas poesia musical ou música poética.

E por ocasião do aniversário de 43 anos da Igreja Batista do Pinheiro aqui em Maceió, tive a oportunidade de conhecer pessoalmente o poeta de Criciúma que atraiu minha atenção e admiração desde a primeiro vez que ouvi sua canção “Casa Grande”, uma verdadeira obra de arte.



ZB: Como se deu a sua vocação para poesia e para música?

GC: Minha vocação para a poesia e a música nascem juntas com a vocação para o ministério da Palavra. Na verdade, a vocação sim, mas eu vou me encaminhar para o ministério anos depois e a música não, pois imediatamente vou buscar o violão e vou tocar. Para o ministério da Palavra, tive de esperar o amadurecimento necessário, a confirmação da Igreja, daí foi uma construção mais longa, digamos assim. E a literatura veio no meio de tudo isso. O meu amor por ela veio com o amor pela Palavra de Deus, pelas Escrituras, também o amor pela Música Popular Brasileira, que desde pequenino vou conhecendo e gostando de ouvir. Leia o resto deste post »

Os caminhos do rock com Palavrantiga

Postado em Atualizado em

by Felipe Gatto
Palavrantiga mistura de rock, poesia e fé
Palavrantiga mistura de rock, poesia e fé

Acreditar na poesia da vida – com suas nuances positivas e negativas –, expressa por meio de música e escrita, é o significado de Palavrantiga. Esse conceito reflete o trabalho de uma banda de rock que deseja que as pessoas vivam bem e com esperança.

Apesar de falarem de fé e Deus em suas canções, o conjunto não se rotula de gospel. Eles se dizem defensores da mistura musical, da invenção e da provocação, fazendo um som que denominam simplesmente “rock brasileiro”.

Para eles, todas as músicas têm rock, seja na mescla ou na sobreposição de texturas e variantes. O repertório da banda é influenciado por artistas distintos, desde Jorge Ben, passando por Kings of Leon e The Killers, até chegar ao reggae do Groundation. Leia o resto deste post »

Entrevista com Steve Turner – Cristianismo Criativo

Postado em Atualizado em

by Oziel Alves

Steve Turner
Steve Turner

Imagine um mundo repleto de artistas. De seres humanos especialmente criativos e devotados à música, literatura, teatro, pintura. Imagine um mundo de concertos e óperas, em teatros ou praças públicas. Idealize quadros e esculturas; estilistas, coreógrafos, cenógrafos. Abra um livro imaginário e passeie pelo conteúdo. Adapte para as telas do cinema, da TV e pare.

Pense e imagine tudo isso sendo elaborado por cristãos. Que impacto teria na sociedade? A igreja ignoraria Shakespeare por escrever Romeu e Julieta, Hamlet ou Macbeth? Ou se orgulharia do dramaturgo da mesma forma que enche a boca para dizer ao mundo que C.S.Lewis, o escritor de Crônicas de Nárnia, era cristão? Leia o resto deste post »

Entrevista #1 Guilherme Franco

Postado em Atualizado em

Guilherme Franco é líder do projeto Plano B e da conferência Oxigênio. Enquanto estudante do Instituto Bíblico Palabra de Vida, na Argentina, começou a sonhar com um projeto diferenciado e atrativo, a fim de resgatar jovens para o Senhor Jesus. Após um ano de dedicação, o projeto Plano B foi inaugurado em Recife, em março de 2008. O projeto tem uma visão bastante evangelística, e tem atraído centenas de jovens semanalmente para aprender sobre Jesus e para estarem em comunhão com outros irmãos. O Plano B tornou-se ONG no início de 2011 e está agindo no âmbito social, com a visão de beneficiar de diversas formas os jovens carentes que chegam ao projeto.

Por telefone Guilherme concedeu a seguinte entrevista: Leia o resto deste post »

Ricardo Gondim e Carta Capital – Explicações

Postado em Atualizado em

Ricardo Gondim tem sido um nome polêmico dado a diversas declarações e textos por ele escrito. No ano passado, precisamente em abril, ele foi entrevistado pela revista Carta Capital e fez declarações polêmicas como “Deus nos livre de um país evangélico”, “Nem toda relação homossexual é promíscua”, que era a favor do reconhecimento dos direitos civis aos casais homossexuais e etc.

Com certeza, tais opiniões vinda de um pastor evangélico pentecostal não era bem o que se esperava e trouxeram-lhe algumas consequências como a saída da Revista Ultimato, do qual escreveu por 20 anos, ameaças e críticas ferrenhas que levaram o mesmo periódico a convidá-lo para uma segundo entrevista, as quais você pode ver nos links abaixo:

Entrevista 1 – O Pastor Herege
Entrevista 2 – Como nos tempos da Inquisição

É comum darmos ouvidos ao que outras pessoas dizem, principalmente quando o teor do que dizem são de cunho polêmico, todavia não há nada melhor do que nos inteirarmos dos fatos e tomarmos nossa própria conclusão.

Não estou aqui como defensor ou acusador de Ricardo Gondim, mas entendo que o autor das declarações é a melhor pessoa para explicá-las, por isso após ler as entrevistas não deixe de ver o vídeo abaixo:

Você pode se perguntar o porquê desta postagem algo do ano passado, que já foi bastante comentado e até desgastado. Não quero com este post reavivar este assunto, ainda que o faça, mas ao tomar conhecimento deste vídeo resolvi compartilhá-lo com vocês.

Ed Rene Kivitz – Fala sobre Teísmo Aberto

Postado em Atualizado em

Alguns pastores brasileiros abraçaram a Teologia do Teísmo Aberto que nega a onisciência, onipotência e onipresença de Deus, ou como queiram seus adeptos, apresenta uma nova percepção destes atributos incomunicáveis de Deus.

Dentre estes cogita-se o nome do pastor Ed René Kivitz, o qual é citada na enciclopédia Wikipédia no artigo Teísmo Aberto como um dos defensores desta crença da “abertura de Deus’.

Durante o seminário Missão na Íntegra realizado na Assembléia de Deus em Pindamonhangaba (São Paulo), o pastor Kivitz responde a pergunta sobre “sua” relação com a Teologia do Teísmo Aberto.

Confira!

Entrevista – John Stott

Postado em

Quero inaugurar a seção de Entrevistas do Blog do Zé, com esta entrevista que tive acesso já há algum tempo, de uma das pessoas mais importantes do Cristianismo atual: Reverendo John Stott.

Tio John como também era conhecido, faleceu aos 90 anos no dia 27 de julho de 2011, reconhecido internacionalmente como um dos maiores teólogos e ensinador cristão da atualidade. Escreveu dezenas de livros, um dos mais conhecidos é Cristianismo Básico, já traduzido para mais de 60 línguas. Serviu por muitos anos como capelão da família real inglesa.

Por ocasião do VI Congresso Vinde, em 1989, John Stott esteve no Brasil. Concedeu entrevista a Volney Faustini, na época editor da revista Kerigma. A agenda cheia de Stott, permitiu apenas que a entrevista fosse realizada no avião, em uma ponte aérea São Paulo – Rio de Janeiro.

Confira aqui o scaner que o Alex Fajardo fez da entrevista de 4 páginas que foi publicada na edição 14,  da revista Kerigma ou clique na imagem abaixo.