Vídeos

A Revolução Afetiva e o conflito entre cristãos e o movimento LGBT

Postado em Atualizado em

Muita gente já está de saco cheio com o conflito entre cristãos e o movimento LGBT, e preferem se render a um dos lados do que buscar entender o que de fato está acontecendo.

Nada é tão simples quanto parece. Nada é tão complicado que não possa ser esclarecido. No vídeo abaixo, Guilherme de Carvalho, teólogo e obreiro do ministério L’Abri Brasil, denuncia que o que está acontecendo no Brasil é uma verdadeira revolução, uma Revolução Afetiva.

Assista o vídeo e entenda como a “Revolução Afetiva” afeta várias esferas, principalmente as esferas jurídica e moral.

Anúncios

O Rei da Prosperidade [Vídeo]

Postado em Atualizado em

Há algumas semanas a Revista Veja São Paulo publicou uma matéria sobre “os sultões dos camarotes“, mostrando alguns “ricaços” que gastavam fortunas em noitadas nas boates da cidade. Entre os entrevistados o que ganhou maior notoriedade foi Alexander de Almeida, com quem Veja SP fez um vídeo chamado O Rei do Camarote, o qual fez tanto sucesso, que ganhou diversas sátiras tanto contra o próprio rei do camarote quanto contra outros temas.

Com certeza não ia demorar até que “o rei midas gospel” pusesse as mãos e criasse sua versão. No entanto a versão acima vai na contramão por apresentar uma proposta que apesar de bem-humorado, não deixa de ser profético ao denunciar os males que assola a vida e o ministério de muitos ditos pastores. 

Vale lembrar que o rei do camarote não passou de uma farsa.

Com temor e tremor,
Zé Bruno

O estopim da Reforma: “…o justo viverá pela fé”

Postado em

No dia 31 de outubro comemora-se os 496 anos da Reforma Protestante, cujo marco inicial aconteceu quando Lutero pregou suas 95 teses contra as indulgências no Castelo de Wittenberg.

O estopim que desencadeou todo este movimento foi a leitura e compreensão de Romanos 1.17, a parte final: “…o justo viverá pela fé.” O vídeo acima mostra o impacto que essa verdade trouxe na vida de Lutero!

A fé evangélica tem como fundamento os cinco solas derivados da Reforma: Sola Fide (somente a fé), Sola Gratia (somente a graça), Sola Scriptura (somente as Escrituras), Solus Christus (somente Cristo) e Soli Deo Gloria (a Deus seja a glória).

Não obstante ser essa a base da fé protestante, não é o que as diversas igrejas evangélicas demonstram com suas práticas e discursos. Por isso, é tão atual quanto o foi na primeira vez em que foi pronunciado o lema da Reforma:

Ecclesia Reformata et Semper Reformanda Est.(A Igreja é reformada e está sempre se reformando)!

Naquele que alumia nosso entendimento e nos conduz a verdade,
Zé Bruno

Conferência Oxigênio 2013 – Resumão

Postado em Atualizado em


No último final de semana do mês de setembro, como tem acontecido desde sua primeira segunda edição, aconteceu a 4º Conferência Oxigênio em Recife, Pernambuco.  O evento foi sediado no Teatro Luiz Mendonça, em frente a praia de Boa Viagem.

Com o tema “Vou à Luta”, esta edição buscou tratar sobre a necessidade que nós cristãos temos de irmos as ruas pela causa do evangelho, mas sem reduzir isso a ações evangelísticas ou só de justiça social.

A abertura contou com a preleção do Sandro Baggio que falou sobre as armas que precisamos para irmos a luta: o amor, a fé, a oração e a esperança. Logo após houve a excelente apresentação do Paulo César Baruk que nos deu um show de primeira (há quem comparou seu show com o do Bruno Mars!!!).

No sábado o pastor Halley Franco falou sobre “O Jovem e as Missões Transculturais”, exortado-nos ao engajamento missionário: “Nós temos que nos engajar para alcançarmos a vida mais distante.” Em seguida, Guilherme de Carvalho subiu ao palco para nos falar sobre “O cristão e os movimentos sociais”, nesta plenária falou sobre o Reino de Deus e disse: “Nós precisamos saber que nós não trazemos Leia o resto deste post »

Justiça Generosa – Tim Keller

Postado em

Tim Keller é pastor presbiteriano em Nova Iorque e autor de diversos livros que têm si tornado populares por aqui. Dentre eles, destaco Falsos Deus e O Deus Pródigo ambos lançados pela Thomas Nelson Brasil.

O vídeo acima foi gravado durante a conferência The Gospel Coalition e é uma apresentação do seu novo livro “Justiça Generosa“, que busca um equilíbrio entre a crença da justificação pela fé e a prática da Justiça, lançado recentemente no Brasil pela Edições Vida Nova.

Vale a pena conferir o que Keller tem a dizer tanto aqui quanto na obra escrita.

Naquele que se fez justiça por nós,
Zé Bruno

Casamento e Amor – John Piper, D. A. Carson, Tim Keller

Postado em Atualizado em

Pra mim este vídeo foi uma luz sobre qual deve ser o fundamento do casamento. Digo isso porque nunca percebi a profundida do que significa entender o casamento como uma aliança e não um mero contrato, que pode ser desfeito a qualquer momento ou onde qualquer pessoa pode realizá-lo.

Este três homens trazem luz sobre este tema importantíssimo que diz respeito a maioria de nós e em dias onde o divórcio é algo tão normal, principalmente na comunidade dos seguidores de Jesus Cristo, é essencial irmos na contra-mão do mundo e perseverarmos na aliança que fizemos ou faremos diante de Deus, dos homens e de quem amamos!

No Cristo,
Zé Bruno

Vergonha alheia: Deepak Chopra

Postado em

Num sábado a noite estava em casa de boa, quando navegando na internet, cheguei neste vídeo, o qual arrancou de mim altas gargalhadas!!!

A rede ABC promoveu um debate com o tema: “Satã existe?” Tendo como moderador Dan Harris e como participantes: Annie Lobert, Pastor Mark Driscoll, Deepak Chopra e Bishop Carlton Pearson.

No vídeo acima Deepak Chopra foi pego em sua própria falácia ao declarar que qualquer crença é uma manifestação de insegura.

Assista ao vídeo e veja o que aconteceu!

No Cristo,

Zé Bruno

Compaixone-se – Compassion | Vídeo Promo (HD)

Postado em Atualizado em


Confesso que ando cansado de composições cujo conteúdo são alheios a vida e que no máximo são a extração de textos, mas com desrespeito a seus contextos e a realidade.

Por muito tempo esse tem sido o tipo de composição de alguns grupos evangélicos, todavia já deu, penso que a música evangélica brasileira precisa amadurecer e se libertar de si, passando a caminhar no chão da existência, enxergando as diferenças que compõe nosso mundo e tirar delas uma poesia que nos leve a oração e a militância para que a justiça corra verdadeiramente em nossas ruas e cidades.

Gosto de ver o novo, principalmente quando este novo é o velho que a muito tempo deixou de ser visto e vivido.

Quando ouço falar de uma nova banda no cenário nacional, de começo humilde, pequeno, mas com pessoas que antes de serem artistas são engajados em questões sociais em suas cidades, boto a “mô fé”. Principalmente porque é uma banda formada por amigos e que têm como suas influências musicais o U2, Delirious?, ColdPlay, Palavrantiga, Jota Quest e outros, sem falar que se descrevem com o seguinte objetivo “fazer música, música honesta, sincera, que conecte às pessoas ao mundo e o mundo as pessoas”.

Esta banda é a Compassion e o vídeo acima é seu promo, espero que assim como eu, você o ouça e se deixe levar pela sua dinâmica e desafio.

Para maiores informações:
Site: http://www.compassion.art.br
Facebook: http://www.facebook.com/compassionoficial
Twitter: @bandacompassion
E-mail: contato@compassion.art.br

Na compaixão do Cristo,
Zé Bruno

A História da Páscoa

Postado em Atualizado em

Este vídeo tem sido bastante compartilhado nas redes sociais, mas preferi fazê-lo apenas agora por esta ser a tão esperada semana “santa”, na qual comemoramos a Páscoa, uns com bastante ovos de chocolate e coelhos, outros recordando do livramento de Israel, na qual o anjo na morte “passou” (=páscoa) por cima das casas hebreias e feriu apenas os primogênitos egípcios como o décimo juízo da parte de Deus e nós os discípulos de Cristo além de fazermos menção do livramento que Deus concedeu aos hebreus no Egito, fazemos menção não numa semana anual, mas mensalmente, diariamente, constantemente do grande e inigualável sacrifício de Jesus Cristo, o Filho de Deus, por toda humanidade.

Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.

João 3:16

Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.

Romanos 5:8

Tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação,ou seja, que Deus em Cristo estava reconciliando consigo o mundo, não lançando em conta os pecados dos homens, e nos confiou a mensagem da reconciliação.

2 Coríntios 5:18-19

No Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo,
Zé Bruno

A Igreja Evangélica e a Justiça Social

Postado em Atualizado em


Neste vídeo o reverendo Antonio Carlos Costa, presidente da Rio da Paz, ONG que atua na defesa dos direitos humanos, se dirige à igreja evangélica no Brasil a respeito da necessidade de reconhecer a justiça social como parte de sua missão.

Ele trata do discurso de muitos pastores de fora que vem ao Brasil e enfatizam a evangelização como a missão primordial da igreja, que segundo o Rev. Antônio  Carlos o fazem por desconhecerem a realidade na qual muitas cidades brasileiras se encontram, sob a sombra da violência urbana, doméstica, drogas, prostituição, corrupção etc. E ignoram que o evangelho não se preocupa apenas com uma vida pós morte, mas pré também!

A dicotomia entre evangelismo e responsabilidade social tem sido bastante discutida nos meios teológicos e missiológicos. Para alguns a missão primordial da igreja é a evangelização,  esta foi a posição de Stott em 1966 no 1º Congresso Mundial de Evangelização, porém este mudou de opinião ao ser convencido em 1974, no 2º CME:

Agora vejo mais claramente que não apenas as consequências da comissão, mas a comissão em si precisam ser entendidas no sentido de incluir a responsabilidade tanto social quanto evangelística, para que não nos tornemos culpados de distorcer as palavras de Jesus¹

No verbo encarnado,
Zé Bruno

______________________________________________
1 STOTT, John. A Missão Cristã no Mundo Moderno. Viçosa: Editora Ultimato. 2010, p.27