dinheiro

#1 Pertubação: “que estou fazendo se sou cristão…?”

Postado em

Navegando hoje no facebook deparei-me com essas provocações, as quais além de perturbadoras, levou-me a uma introspecção e analise. Devido a enxurrada de pregadores da prosperidade que invadem nossas casas e igrejas, nos levantamos contra e acabamos esquecendo que nós também precisamos ter nossas vidas reorientadas pelo evangelho e não apenas usá-lo para criticar os outros, pois nós mesmos devemos ser alvos das criticas que o evangelho faz àqueles que vivem alheios a vontade de Deus. Na confiança de que o Espírito da verdade e da vida possa guiar-me em toda verdade e ajudar-me a viver de maneira digna do evangelho!

Quaresma: tempo de contrição e renovação da existência. Então, deixa eu perguntar, pois dizem que perguntar não ofende.
Se sou “cristão”, porque uso meu dinheiro do mesmo jeito que “não-cristãos” o usam?
Se sou “cristão”, porque gasto meu tempo do mesmo jeito que “não-cristãos” o gastam?
Se sou “cristão”, porque pratico minha religião do mesmo jeito que “não-Cristãos” a praticam?
Ou, como perguntava o mestre e amigo João Dias de Araújo: “que estou fazendo se sou cristão …?”

Julio Zabatiero

Não adianta em nada bater de frente de líderes religiosos inescrupulosos que usam da boa fé das pessoas pra fazer fortuna ao mesmo tempo em que se vive um estilo de vida esbanjador e consumista. No fim de tudo, tanto esses líderes como esses críticos servem ao mesmo deus. Porém, a vida cristã autêntica nos convoca para a partilha, solidariedade e entrega.
Pense nisso!

Caio César Marçal

No temor e tremor do Senhor,
Zé Bruno

Não poderia ter dito melhor…

Postado em Atualizado em