evangelismo

A Arte não precisa de Justificativa

Postado em Atualizado em

capa_arte_justificativaTítulo: A Arte não precisa de Justificativas
Autor: Hans R. Rookmaaker
Editora: Ultimato
Onde comprar?  Editora Ultimato – Livraria Ágape (AL)
Quando li: julho/203
Meu Comentário: Tenho que agradecer ao Palavrantiga por apresentar tanto a mim quanto ao Brasil, Rookmaaker. Foi através da canção que recebe seu nome, que procurei saber quem ele era.

A partir dai, descobri que Rookmaaker “foi fundador e professor do departamento de história da arte da Universidade Livre de Amsterdã e, talvez, o principal historiador e crítico cultural protestante do século 20. Deixou dezenas de livros publicados, abordando as relações entre a cultura e o cristianismo, centenas de artigos, como também departamentos de arte estruturados tanto na Europa como nos Estados Unidos.”  Leia o resto deste post »

Anúncios

A Igreja Evangélica e a Justiça Social

Postado em Atualizado em


Neste vídeo o reverendo Antonio Carlos Costa, presidente da Rio da Paz, ONG que atua na defesa dos direitos humanos, se dirige à igreja evangélica no Brasil a respeito da necessidade de reconhecer a justiça social como parte de sua missão.

Ele trata do discurso de muitos pastores de fora que vem ao Brasil e enfatizam a evangelização como a missão primordial da igreja, que segundo o Rev. Antônio  Carlos o fazem por desconhecerem a realidade na qual muitas cidades brasileiras se encontram, sob a sombra da violência urbana, doméstica, drogas, prostituição, corrupção etc. E ignoram que o evangelho não se preocupa apenas com uma vida pós morte, mas pré também!

A dicotomia entre evangelismo e responsabilidade social tem sido bastante discutida nos meios teológicos e missiológicos. Para alguns a missão primordial da igreja é a evangelização,  esta foi a posição de Stott em 1966 no 1º Congresso Mundial de Evangelização, porém este mudou de opinião ao ser convencido em 1974, no 2º CME:

Agora vejo mais claramente que não apenas as consequências da comissão, mas a comissão em si precisam ser entendidas no sentido de incluir a responsabilidade tanto social quanto evangelística, para que não nos tornemos culpados de distorcer as palavras de Jesus¹

No verbo encarnado,
Zé Bruno

______________________________________________
1 STOTT, John. A Missão Cristã no Mundo Moderno. Viçosa: Editora Ultimato. 2010, p.27