jesus cristo

A História da Páscoa

Postado em Atualizado em

Este vídeo tem sido bastante compartilhado nas redes sociais, mas preferi fazê-lo apenas agora por esta ser a tão esperada semana “santa”, na qual comemoramos a Páscoa, uns com bastante ovos de chocolate e coelhos, outros recordando do livramento de Israel, na qual o anjo na morte “passou” (=páscoa) por cima das casas hebreias e feriu apenas os primogênitos egípcios como o décimo juízo da parte de Deus e nós os discípulos de Cristo além de fazermos menção do livramento que Deus concedeu aos hebreus no Egito, fazemos menção não numa semana anual, mas mensalmente, diariamente, constantemente do grande e inigualável sacrifício de Jesus Cristo, o Filho de Deus, por toda humanidade.

Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.

João 3:16

Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.

Romanos 5:8

Tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação,ou seja, que Deus em Cristo estava reconciliando consigo o mundo, não lançando em conta os pecados dos homens, e nos confiou a mensagem da reconciliação.

2 Coríntios 5:18-19

No Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo,
Zé Bruno

Feliz Natal – O Nosso Rei Nasceu :-)

Postado em Atualizado em

O Natal é a celebração do nascimento do Salvador do Mundo – Jesus Cristo! Todavia muitos aguardam a chegada desta data por razões como férias, folgas, vendas, lucros, presentes, festas… e acabam esquecendo da pessoa do Salvador e o real significado de sua vinda ao mundo, como o próprio Jesus declarou: “Porque Deus amou o mundo (leia-se as pessoas) de tal maneira que deu o seu único filho, para que todo aquele que nEle crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3.16 ARC) ou na tradução de Eugene Peterson: “Deus amou tanto o mundo que deu o seu Filho, seu único filho, pela seguinte razão: para que ninguém precise ser condenado; para que todos, crendo nele, possam ter vida plena e eterna” (Jo 3.16 AM).

Em meio a tantas distrações, não perca de vista o amor de Deus e nem esqueça o significado do sacrifício de Cristo, que para Paulo nada mais é do que a prova do amor de Deus: “Mas Deus demonstrou quanto nos ama ao oferecer seu Filho em sacrifício por nós quando ainda éramos tão ingratos e maus para com Ele” (Rm 5.8 AM).

“Então erga sua voz e louve a Ele – é Natal
O Rei nasceu e se alegre neste dia – é Natal
Faça um som legal – é Natal
Deixe o louvor dEle inundar – é Natal”

No amor do Salvador,
Zé Bruno

*ARC – Almeida Revista Corrigida/ AM – A Mensagem

Credo Niceno

Postado em Atualizado em

Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra, tanto das coisas visíveis como das invisíveis.

E em um só Senhor Jesus Cristo, Filho unigênito de Deus, nascido do Pai antes de todos os mundos, Deus de Deus, Luz da Luz, verdadeiro Deus do verdadeiro Deus, gerado, não criado, de uma só substância com o Pai, por quem todas as cousas foram feitas; o qual por nós homens e pela nossa salvação desceu do céu e se encarnou pelo Espírito Santo da Virgem Maria e foi feito homem; foi também crucificado por nós sob Pôncio Pilatos, padeceu e foi sepultado; e ao terceiro dia ressuscitou segundo as Escrituras, e subiu aos céus, e está sentado à direita do Pai e virá novamente em glória a julgar os vivos e os mortos, cujo Reino não terá fim.

E no Espírito Santo, Senhor e Doador da vida, o qual procede do Pai e do Filho, que juntamente com o Pai e o Filho é adorado e glorificado; que falou Leia o resto deste post »

O Discípulo Radical

Postado em Atualizado em

Título: O Discípulo Radical
Autor: John Stott
Editora: Ultimato
Onde comprar? Editora UltimatoErdosLivraria Ágape (Maceió) – Livraria Cultura
Quando li: maio/2012
Meu Comentário: Aos 88 anos John Stott escreveu seu último livro, o qual trata do que significa ser um discípulo radical. Nesta obra ele apresenta oito característica de um discípulo que são: Inconformismo, Semelhança com Cristo, Maturidade, Cuidado com a criação, Simplicidade, Equilíbrio, Dependência e Morte.

Para mim foi uma excelente leitura, cheia de fundamentos bíblicos e alguns testemunhos de outros irmãos, além do comentário do próprio Stott sobre suas limitações após um queda em que precisou ficar sob os cuidados de outros. Leia o resto deste post »

Credo Apostólico

Postado em Atualizado em

Creio em Deus Pai, Todo-poderoso, Criador do Céu e da terra.

Creio em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, o qual foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da virgem Maria; padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos Céus está sentado à direita de Deus Pai Todo-Poderoso, ressurgiu dos mortos ao terceiro dia; subiu ao Céu; está sentado à direita de Deus Pai Todo-poderoso, donde há de vir para julgar os vivos e os mortos.

Creio no Espírito Santo; na Santa Igreja Universal; na comunhão dos santos; na remissão dos pecados; na ressurreição do corpo; na vida eterna. Amém. Leia o resto deste post »

Apocalipse & eu

Postado em Atualizado em

De todas as doutrinas da teologia sistemática a que menos me atraiu foi a escatologia. Isso por dois motivos: as suas diversas escolas de interpretação e se creio que Jesus vai voltar, então não me interesso tanto como isso irá acontecer.

Pensar desta maneira influenciou minha relação com o livro do Apocalipse, no qual raramente me detinha para meditar e pensar a vida cristã, com exceção do capítulo 2 e 3, que registram as sete cartas para as igrejas da Ásia Menor. Leia o resto deste post »