Lausanne

Não podemos confundir Missão Integral com Teologia da Missão Integral.

Postado em

A TMI é uma teologia latino-americana, que está em desenvolvimento, e surgiu antes do Pacto de Lausanne, mas tem nele seu principal documento histórico-teológico. Embora reivindique o “Reino de Deus” (Ladd) como sua chave-hermenêutica é acusada de ser uma teologia inconsistente por não possuir um método hermenêutico como sua “prima” a Teologia da Libertação (ver-julgar-agir). Além de sofrer duras críticas por causa da influência marxista de boa parte dos seus teólogos latinos-americanos.

A MI é ação missionária, que não se limita a evangelização, mas ocupa-se também com a responsabilidade social, lembrando que o ‘kerigma’ tem prioridade lógica sobre a ‘diaconia’, a qual poderá ter prioridade temporal sobre o ‘kerigma’. Seu agente não é apenas o missionário, mas a igreja como um todo. Sua atuação não se limita ao atravessar fronteiras geográficas, mas de outras naturezas também para ajudar tanto os de lá quanto os de cá. A Missão Integral não está a cargo de uma igreja (local ou denominação), mas da Igreja (de Cristo), que a executa não apenas naquilo que faz, mas também naquilo que é – povo de Deus. A MI é “o evangelho todo, para o homem todo e para todos os homens”.

Anúncios

Lausanne III – Testemunho Gyeong Joo Son

Postado em Atualizado em

Você já ouviu falar de Gyeong Joo Son, não? Ela só tem 17 anos, mas já tomou sua decisão: “Vou para a Coréia do Norte expressar o amor de meu Deus, honrar o sangue de meu pai e o de meu irmão, Jesus Cristo.”

PARE NESTE MOMENTO E ASSISTA DURANTE 9 MINUTOS o emocionante testemunho desta jovem norte coreana, a respeito de sua família e chamado, durante o Congresso Lausanne III em Cape Town, Africa do Sul.

Para maiores informações sobre o Movimento de Lausanne, Missão Integral e especificamente o último congresso que aconteceu em 2010 na Cidade do Cabo/ África do Sul, veja os links:

Marcos Botelho & Fabricio Cunha